Quem gosta de moda aqui em Fortaleza (e fora daqui também) não tem como não se empolgar com o Dragão Fashion. Vou desde as primeiras edições e, a cada nova, me sinto mais orgulhosa desse produto feito por um monte de cearenses. Vejam só as informações sobre esta nova edição!

Foto: Instagram @DFHOUSE

“Olhar a realidade através de todas as camadas, abrangendo todos os sentidos e todas as direções”, resume Claudio Silveira, ao anunciar a proposta da edição 2018 do DFB Festival, uma das mais relevantes mostras multidisciplinares do Nordeste e maior encontro da moda autoral da América Latina. O realizador do DFB reforça que, “em tempos de temperatura elevada em todos os setores da nossa sociedade, é preciso se posicionar de forma positiva para garantir a máxima participação de todos os indivíduos, sem discriminação, censura ou limitação”.

A fala de Claudio reflete os princípios da Economia Circular e da Economia Criativa, que norteiam o Evento este ano, e que já vêm sendo abordados em edições anteriores. Ao consolidar-se como evento multidisciplinar, o DFB Festival 2018 reforça sua missão maior: promover a inovação e o acesso às mais diversas formas de produção criativa.

Realizado de 09 a 12 de maio, o Evento volta, pela quarta vez, ao Terminal Marítimo de Passageiros do Porto de Fortaleza, e apresenta uma extensa programação reunindo cultura, música, moda, dança, gastronomia, empreendedorismo e formação.

Foto: Instagram @DFHOUSE

Shows empoderados celebram a pluralidade

O lineup cultural tem como epicentro o Palco Ceará Sobe o Som, que, no decorrer de 4 dias, receberá 8 shows e 4 sets de DJs convidados. Entre os destaques, na quarta (09/05), a carioca Iza, uma das grandes novidades da música pop brasileira. No lineup dos shows, a revelação As Bahias e a Cozinha MineiraCIC e a paulista Karol Conka, encerrando o evento no sábado. Toda a programação do Palco Ceará Sobe o Som é 100% gratuita.

Tem datas no nosso namoro que são memoráveis: a primeira vez que a gente se vê apaixonada, a primeira vez que nos vemos correspondidas, o dia do primeiro beijo. Chegar aos 5, 10, 20 anos de amor. Todos esses momentos são significativos, mas a verdade é que eles são feitos do dia a dia.

Faz cinco anos que construímos pecinha por pecinha desse quebra-cabeça que se chama relacionamento. E, da mesma forma que é muito legal ter aqueles momentos de empolgação no começo de tudo – aquele frio na barriga da paixão – é imprescindível criar esses momentos depois que passou o tempo. É, a gente precisa recriar a empolgação do começo – cuidando de cada passo que a gente dá para não esquecer para onde estamos indo.

Um lugar cheio de magia

Depois de pensar em alguns lugares pela cidade, não tinha outra escolha: eu queria o Jardim do Alchymist para celebrar os cinco anos que construímos com tanto carinho. Queria esquecer um pouco da cidade e adentrar naquele universo aproveitando um noite bem gostosa.

Não é à toa que o Jardim do Alchymist tem esse nome: é realmente uma alquimia. A arquitetura do espaço dá a sensação de que você entrou em outra cidade: são luzes, elementos, portas e ruelas que tornam o espaço único. É uma experiência diferente de Fortaleza.

Segundo o Jairo, as portinhas, janelas e lamparinas lembram a Itália (um dia, eu estarei lá para comprovar) ou mesmo Portugal. Aquele clima de romance no ar, como se você tivesse voltado um pouco no tempo e desacelerado.

Chegou em Fortaleza aquele café que a gente sempre sonhou: tão maravilhoso que dá pra comer inclusive a xícara. Isso mesmo: o café com casquinha de cookie + uma generosa camada de chocolate é o lançamento da Blend Coffee House.

A massa da xícara comestível é feita com a receita de cookie tradicional da casa – doce com casquinha crocante e recheio de chocolate derretido. A diferença (além do formato) é que o recheio fica por dentro da xícara (ao invés de dentro da massa). O plus vem com a adição do café espresso na xícara de cookies, que é adoçado naturalmente pelo chocolate ao leite.

O ideal é beber o café assim que chega para poder aproveitar a casquinha (que pode amolecer com o calor do café). A dose é de uma xícara pequena comum, e o sabor fica levemente adocicado por conta do chocolate que protege o cookie – ele derrete aos poucos com o calor do café. O que sobra é um cookie delicioso para ser degustado depois.

Já ouviu falar em perfume gourmand? Esse tipo de fragrância possui notas relacionadas a comidas e ervas muito presentes na gastronomia, como a baunilha, a laranja, o algodão doce, o limão e outros alimentos que possuem cheiro acentuado. Esse tipo de perfume pode ser um pouco mais adocicado e forte, por isso, muitas vezes são equilibrados com o toque cítrico para não pesar tanto a composição.

Como estamos pertinho da páscoa, selecionei cinco perfumes gourmands com notas de chocolate na sua composição para inspirar! Se você ama o delicioso cacau até nos perfumes, vem conhecer cinco fragrâncias nacionais e importadas que possuem o doce como uma das suas principais notas.

Angel de Thierry Mugler
Acho que esse é o mais famoso de todos e também um dos pioneiros da perfumaria gourmand. Notas: Chocolate, caramelo, mel, frutas vermelhas e baunilha.

Ck One Shock de Calvin Klein
A versão tradicional do CK One foi pensada para ser usada por ambos os sexos: é feminina e masculina. Mas essa acredito ser mais doce. Notas: Chocolate, flor de maracujá selvagem, peônia rosa e flor de papoula.

Esta semana, fui convidada pra conhecer o Varanda do Frei, um restaurante que inaugurou há pouco tempo aqui na cidade – fica na Varjota, perto do colégio Antares. Para sentir todo o conceito do “comfort food” que o restaurante prega, o prato escolhido para o almoço foi o arroz de porco.

Comfort food, traduzindo para o bom português, é a “comida confortável” aquela que te acolhe em bons momentos. Vou te dar alguns exemplos da minha própria infância:

Banana amassada com leite ninho no lanche. Bruaca com café de tarde. Coco ralado com açúcar ainda na casca. A rabanada no natal. A sopa bem quentinha quando tá chovendo. O chocolate quente quando tá frio. O pão assado na chapa que deixa a casa cheirando no café da manhã. O bolo mole que só minha avó sabe fazer. O arroz quando acabou de pagar o fogo. É comida com nostalgia. Comida que te abraça.

Posts Antigos »