Pioneiros na produção do café 100% arábica na região nordeste, o Café Atelier 1913 e o Sítio São Roque trazem uma novidade inédita em nosso mercado: um clube de assinaturas dos blends da marca. A partir de janeiro de 2018, ao se inscrever no Clube pelo site www.atelier1913.com.br, o cliente receberá em casa – em grãos ou moído – um kit com os cafés Alfredo e Amélia, além de ganhar acesso exclusivo a novos blends do Atelier 1913 e outras surpresas pontuais.

“Já estamos trabalhando em pelo menos três novos blends para 2018, e os membros do clube irão saboreá-los primeiro”, informa Isabelly Giffony, nutricionista, barista e mestre de torras da marca. Os dois primeiros cafés, Amélia e Alfredo, homenageiam os fundadores do Sítio São Roque, que deu início à produção do café. A composição dos blends se diferencia em acidez e doçura e foi pensada após uma reunião de característica das duas personalidades quando em vida.

Dessa vez, a trilha do café subiu a serra e foi desbravar a história da produção do café de sombra no Maciço de Baturité. A convite do Festival Serra, embarcamos numa jornada de dois dias que nos apresentou o Sítio São Roque, o Atelier 1913, a Casa Caboclo e vários pratos de premiados chefs usando nosso querido café como ingrediente.

Sítio São Roque

Alguém já ouviu falar da Rota do Café Verde? Ao longo dessa rota, uma das paradas é o Sítio São Roque, que fica no Município de Mulungu da região serrana. Lá, a gente conheceu a Mônica Farias, que nos levou até o Museu do Sítio Roque e nos contou um pouco da história da produção do Café Atelier 1913.

Tudo começou com o sonho e a persistência do patriarca Gerardo Farias, que lá no século passado começou sua produção de café 100% arábica. Como funciona: o café é plantado artesanalmente e leva 9 meses para ficar maduro. Depois desse processo, ele passa por cinco estágios até chegar ao pó que perfuma nossa casa e traz mais conforto pro nosso dia a dia. No início, o Sítio São Roque fornecia as sacas de café para compradores e chegou até a exportar o produto para a Suécia. Até que as novas gerações da família perceberam o potencial na produção artesanal e resolveram criar uma marca específica para o café final (torrado ou em pó): o Atelier 1913. A marca remete à produção artesanal e ao ano de início do primeiro plantio.

Lá no Sítio, além do museu, é possível conhecer o plantio nos cafezais, a casa da família, o jardim muito bem cuidados e florido e experimentar os produtos do sítio – feito pelas famílias que moram por lá. A ideia é manter uma sustentabilidade: o sítio fornece insumos para as famílias, elas produzem alimentos que são vendidos aos visitantes e assim, acontece um ciclo positivo para os moradores.

A gente teve o prazer de experimentar, além do Café Atelier 1913, uma tortinha de banana bem fofinha e um doce de compota da fruta, bem fresquinho. Ambos deliciosos e disponíveis para levar pra casa. Ano que vem, completa-se o centenário da primeira colheita, e a festa promete ser grande!

Apresentação

O açúcar esfoliante do Boticário vem num potinho rosqueado e tem uma cor rosa bem forte. Uma embalagem prática e que, recentemente, ganhou um novo design. O meu ainda é o antigo, por isso a diferença!

O objetivo desse produto, segundo a marca, é esfoliar o corpo hidratando profundamente devido às gotas purificadas de quinoa, além de estimular a produção de colágeno e evitar a perda de elasticidade da pele. Ou seja, é um tratamento além da esfoliação.

Textura e aplicação

É um produto bem fácil de usar. Basta aplicar na pele e espalhar, sem segredos. A textura é BEM oleosa e o açúcar é leve, derrete ao passar na pele molhada. Ao meu ver, esse produto promove uma leve esfoliação. Ou seja, é uma limpeza que deixa o óleo na pele causando a sensação de hidratação.

Tá mais fácil transformar um guarda-roupas com peças normais em um acervo de looks incríveis. É só uma questão de saber melhor sobre o seu estilo e sobre com usar cada peça que você escolheu ter. Para te ajudar nessa combinação, vou falar sobre 5 aplicativos que misturam organização e muita inspiração para o look do dia.

1. Stylebook

Com este app já bem conhecido, você consegue organizar seu closet por peças (tirando fotos) e, depois, fazendo as mais variadas combinações de look. Ainda consegue ver, por meio de um calendário, quais looks e peças estão sendo mais usadas por  você ao longo do mês.

www.stylebookapp.com

2. Chicisimo

Um dos melhores apps para se inspirar em look do dia de pessoas reais e incorporar ao seu estilo. O app permite que você organize as inspirações por pastas (categorias) e veja de que marca é cada item usado. Você também pode fazer o upload dos seus looks e citar que marcas foram usadas.

www.chicisimo.com

Há uns meses, conheci o Hortalícia, um restaurante pequenininho, mas muito charmoso dentro do complexo São Mateus. A proposta é alimentação saudável, então, a pessoa tem que estar aberta a conhecer pratos com ingredientes mais “naturebas”, porém, muito gostosos.

Funciona assim: todos os dias, o restaurante oferece uma opção de menu para o almoço (o prato do dia), além de outras opções tradicionais do cardápio e das massas da geladeira. Por exemplo, no dia que visitei o Hortalícia, o menu era risotto, dentre três opções dessa massa. O menu executivo dá direito a uma entradinha e ao prato quente, feito na hora, com nutrientes revisados por uma nutricionista.

Posts Antigos »