Hello people! 🙂 Hoje vou fazer um review de um delineador da Lancôme (chic, rhyco, elegante e sincero bem!), o Hypnôse Art Liner, que tem uma texturinha um pouco diferente dos delineadores que eu já conhecia. Vamos lá?

O Hypnôse Art Liner é um delineador caneta, porém, com textura mousse. E o que isso quer dizer? Quer dizer que ele não é tão líquido quantos os demais e, em minha opinião, mais fácil de usar. Um outro detalhe muito relevante a respeito é o aplicador dele, que não exatamente um pincel, mas sim uma esponjinha com a ponta bem fininha, que facilita fazer o famoso delineado gatinho.

Apesar de morar apenas a 30min do parque, esta foi a primeira vez que fiz uma visita. E, para quem é fã de atividades próximas à natureza – sejam elas radicais ou não – o parque é uma ótima pedida. Neste post, vou fazer um mini guia de como é passar um dia por lá e darei algumas dicas que farão vocês aproveitarem ainda melhor.

AtraçõesComo ChegarEstacionamentoArmáriosAlmoço e RefeiçõesPacotes

A primeira dica que dou a vocês é: chegue cedo. O parque funciona de 10h às 17h, e o local é enorme. Então, se você pretende ir para aproveitar as atrações, o ideal é chegar na hora que está abrindo para não perder nada, porque leva um pouco de tempo entre chegar em uma atração e outra.

Atrações

O parque é cheio de atividades, das mais leves às mais puxadas. Na foto abaixo, vocês podem ver todas disponíveis, bem como no site. Mas vou falar um pouco das que eu realmente experimentei: tirolesa, arco-e-flecha, arvorismo, passeio de caiaque, passeio de lancha, tour pelo Museu e trilha ecológica.

Quem “mora longe” sabe bem como é querer ter opções para se divertir ou mesmo para resolver uma situação do dia a dia e precisar sair uma hora antes pra chegar ao destino. Posso falar com propriedade, porque sempre morei distante dos centros comerciais da cidade, como o próprio centro e o Meireles. E, por esse motivo, a expansão dos shoppings por outras regiões se tornou um ponto positivo.


FOTO: Diário do Nordeste /ph: LUCAS MOURA

No penúltimo fim de semana, fui convidada pelo Grand Shopping (fica na Messejana) para falar um pouco mais sobre isso e mostrar as opções de diversão que eles oferecem – mostrei lá no Stories do Instagram (@blogboasdicas). Tive a oportunidade de conhecê-lo ainda na construção, e, agora que o mall está prestes a completar um ano, voltei lá para vê-lo já de portas abertas.

Serviço completo

Mesmo sem estar 100% completo, o Grand Shopping já tem todos o serviços que um empreendimento assim pode oferecer: lojas de diversos segmentos, vários serviços do dia a dia – como lavanderia e bancos – muitas opções para lazer, cinema e praça de alimentação – com opções de gordices e opções mais leves também.

Sim, minha gente! As férias, essas lindas, estão chegando ao fim. Mesmo para quem não está oficialmente de férias, julho é sempre esse mês mais leve, com menos trânsito ~escolar~ e menos provas na faculdade. Nós merecemos aproveitar a última semana, porque é o certo, né? Por isso, vou te dar 5 dicas de happy hour belezudos para ir, antes dessa tranquilidade ir embora. E depois também, quem sabe! Haha!

Outback Steakhouse

outback-happy-hour

Tinha que começar com Outback! Mas Manu, que coisa cara! Calma gente, calma. Aqui o custo-benefício é nosso amigo. De 17h às 20h, você aproveita chopp pela metade do preço e aperitivos para dividir com um valor bem legal. Além disso, de segunda a quinta-feira, respondendo a pesquisa de satisfação – se você já tiver ido ao outback – você ganha outro aperitivo. Ou seja, dá pra comer e beber no outback pagando até 50 reais. Acredite!

@outbackbrasil

At Home Pub

athome-happy-hour

Ali no coração do Meireles tem também o happy hour do At Home Pub, que é conhecido pela baladas, mas sabe conquistar o coração de quem ama mesmo é sentar e beber uma boa cerveja. O festival tem Chopp heineken + batata-frita liberadas de 18h às 22h, toda terça-feira. E, a partir das 22h, tem disco de rock para quem curte um som legal. Mara, né? Ótimo para ir com os amigos e dar aquela esticada.

@athomepub_

Faz um tempo que o AirBNB virou o queridinho dos viajantes. Além da possibilidade de economia (em alguns casos), ele traz algo muito buscado: a experiência cultural de verdade. Como ele é feito de uma comunidade, é possível encontrar nos anfitriões – que vão recebê-lo em suas casas – um apoio pra sua estadia, uma informação regional e, quem sabe, até um amigo.

Como funciona o AirBNB?

É fácil: o AirBnB disponibiliza imóveis para aluguel por temporada. Ou seja: você pode locar uma casa, um apartamento, um flat ou até mesmo um quarto para passar um período. Daí vem a possibilidade de usufruir do convívio local ou mesmo de uma construção histórica de séculos passados.

AirBNB-telaprincipal

Como são os próprios donos da casa que vão te receber, eles sabem mais do que ninguém sobre o “dia a dia” do lugar, tornando a sua viagem mais próxima do cotidiano e deixando aquele ar menos turístico e cheio de programações prontas. Existem também as reservas nas quais o proprietário não mora na casa para lhe dar suporte, mas você também ganha a comodidade de “se sentir em casa”, mesmo em outra cidade.

Posts Antigos »