Esta semana, tivemos o prazer de conhecer o Rosa Celeste, novo café, restaurante e lounge da cidade. Com um conceito “funcionamos o dia todo”, os sócios André Oliveira, Heron Jatay e Chef Marco Gil mostram um espaço que abre portas para pessoas que vêm casualmente da academia aproveitar um café, e também para reunir os amigos em um happy hour à noite.

Arquitetura e arte

O conceito arquitetônico do restaurante traduz modernidade e e se mistura com galeria de arte, com quadros do artista cearense Juca Máximo espalhados por todo o espaço, incluindo um painel de 4,5m que pega todo o pé direito duplo e vai do térreo ao piso superior.

“Só temos dois lugares para morar: nosso corpo e nosso planeta.”

Não é de hoje que assuntos relacionados à alimentação me sensibilizam. Mas, especialmente, ao longo do ano passado, o tema sustentabilidade me pegou com força. Deixar um pouco o consumismo, aproveitar melhor o que temos, ser menos acumuladora, estragar menos alimentos e tratar melhor o lixo foi o que tentei inserir na rotina para fazer algo pelo planeta e pelas pessoas menos providas.

Coincidentemente (ou não), fui convidada pela Caixa Cultural de Fortaleza – uma instituição que admiro bastante – a participar de um workshop de introdução à culinária vegana, o naVEGANdo. Era unir a fome com a vontade de comer (saudável, no caso). Por dois dias, larguei os compromissos e me juntei a 11 pessoas neste aprendizado. Qual foi a minha surpresa ao saber que houve 1.400 inscrições para este momento. E o universo me escolheu para estar ali. Nada é por acaso, né? E eu me dediquei a aproveitar.

Quem me acompanha no Instagram sabe que em dezembro de 2018 eu fiz um Workshop de iniciação à culinária vegana na Caixa Cultura de Fortaleza. O curso, chamado naVEGANdo, nos ensinou não só a fazer receitas veganas, como também nos conscientizou sobre a má distribuição dos alimentos em abundância, a falta de aproveitamento em sazonalidades e restos de comida, o sistema de compostagem e, ainda, sobre como podermos ter mais atitude em relação à alimentação com pequenas mudanças no nosso dia a dia. Contei sobre toda essa experiência neste post, que eu sugiro que você leia antes de pegar as receitinhas. E, aqui, compartilho algumas das receitas que aprendi por lá.

Molho Pesto Vegano
2 xícaras de chá de folhas de manjericão
1 dente de alho pequeno sem o miolo
1/2 xícara de chá de azeite extravirgem
1 colher de chá de sumo de limão
1/2 de xícara de chá de nozes ou castanha de caju
Sal a gosto e pimenta do reino a gosto

Preparo: lave os vegetais com água corrente e deixe-os de molho na água sanitária para higienizar. Seque em seguida. Depois, coloque todos os ingredientes no liquidificador e bata até ficar homogêneo. Sirva com massas, torradinhas ou petiscos.

Dentro da programação de dezembro que aborda o tema migrações, a Caixa Cultural Fortaleza realiza nos dias 08 e 09 de dezembro de 2018, no horário de 14h às 18h, a oficina naVEGANdo: Sabores mundo afora – para iniciantes, com João Carlos Goes. A proposta é introduzir o participante no conceito de veganismo e produzir receitas práticas, que se adéquem ao dia a dia.

Eu participarei para aprender tudo e também repassar para vocês, mostrando um pouco de conceitos que tenho bastante curiosidade, por exemplo: que ingredientes substituem os tradicionais não veganos, quais nos ajudam a atingir a estrutura e a textura que a gente já tá acostumado em bolinhos e afins. E o melhor é que uma oficina voltada para iniciantes, ou seja, aprenderemos do zero sobre a culinária vegana.

As receitas vão desde a entrada até a sobremesa.  São elas:

– Guacamole
– Pesto
– Tahine
– BabaGanoush
– Quibe Vegano de forno
– Cocadinha Siria

A oficina, conduzida por João Carlos, estudante de permacultura, vai ensinar conceitos da culinária referentes ao Veganismo e suas diferenciações para o vegetarianismo e outros estilos culinários, promovendo de forma teórica e prática uma experiência em culinária vegana, compreendendo a multiculturalidade envolvida no processo gastronômico. Vamos todos?

Hoje, o Azilados Casa de Sanduíche, a partir das 19h, vai distribuir 1000 senhas entre as 5 lojas para os clientes consumirem um sanduíche “Azilados de Frango” totalmente grátis. O produto, normalmente, custa R$ 18,00, mas os clientes, além de não pagarem nada, receberão R$0,20 de troco na compra deste produto.

Na edição da Black Friday passada, os clientes puderam comprar o “Azilados de Frango” por R$ 0,20 centavos. Por isso, neste ano, a casa de sanduíches decidiu oferecer o sanduíche de graça e ainda dar o troco em alusão a promoção do ano anterior. Além disso, eles também estarão com produtos em promoção no Ifood – somente nesta-sexta-feira.

Meu sanduíche favorito no Azilados é o Cheesefrango no pão integral com adicional de cenoura ralada. <3 Mas também pude experimentar outros sabores, como o Azilados Filet, que é perfeito pra quem tem muita fome ou prefere comer menos e dividir com as migxs. Ele e a batatinha dá pra dividir tranquilamente.

« Posts RecentesPosts Antigos »