Todo ano é a mesma discussão: por que gastar dinheiro com ovo de páscoa (inflacionados, diga-se de passagem), se eu posso comprar várias barras de chocolate com o mesmo valor? Pois bem, vou te dar alguns motivos plausíveis e te ajudar a fazer a melhor escolha.

ovos-de-pascoa

De fato, se você está pensando em consumir um ovo de páscoa tradicional, de marcas conhecidas, como Nestlé, Hersheys, Lacta e Garoto, vou te dizer: não vale a pena. Em geral, os ovos de páscoa dessas marcas são basicamente a mesma coisa que a barra de chocolate. No geral, eles trazem poucos brindes dentro (alguns tabletes de chocolate ou ovinhos de páscoa) e agregam pouquíssimo ao sabor. Ah! Além disso, a gramatura dos ovos que custam em torno de R$50,00, as vezes, ainda são parecidas com as da simples barra de chocolate. Então, amigo, é isso, desiste! Nada de ovinho de páscoa industrializado.

Nesta segunda-feira, para ajudar todo mundo que resolveu entrar na dieta (afinal, hoje é o dia oficial!), separei 5 receitinhas fit para você comer sem medo de ser feliz . Todas são rapidinhas e fáceis, e dá pra comer no lanche, jantar e até com os amigos. Lembrando que, mesmo que tenha um ou outro ingrediente mais “gordinho”, o importante mesmo é dosar a quantidade que você vai comer, ok? Vamos lá!

1. Patê de frango

pate-de-frango-boas-dicas

Aquele clássico patezinho, para você comer com pão integral ou para rechear a sua crepioca. 😉

Você vai precisar de: 300g de peito de frango já cozido e temperado / 3 colheres de creme de minas ou cottage / 2 col de sopa cenoura ralada bem fininha / 1 col de sopa de milho verde

Não, não foi só aquele dia do Stories que eu comi um brownie de tapioca. A primeira vez que comi um brownie vegano foi quando uma amiga do Vitrola Nova estava vendendo brownies. E eu comprei, e comi e amei. E só depois descobri que era tudo vegano. Às vezes, a gente só precisa provar, né?

brownie-Levissima-BoasDicas

Há mais ou menos um ano e meio, eu procurei a nutricionista Islanne Leal para fazer um plano alimentar pra mim. Não era especificamente para emagrecer, mas para melhorar das constantes crises de alergia que estava tendo. Segui a dieta fielmente por um tempo, que me deixou livre de alergias, mas acabei saindo da re-educação alimentar e tudo voltou!

Agora, tentando recuperar o “preju” e buscando uma alimentação melhor, parece que deu bom. A Sarah Melo, proprietária da Levíssima, me convidou para conhecer a loja dela, que tem muitos (muitos mesmo) produtos lacto-glúten-free. Certo, Manu, e o que seria isso? É exatamente aquele brownie de tapioca que eu ia comer só um pedacinho e fiz o que? Comi todo de tão bom.

Se tem uma coisa de comer que eu AMO, essa coisa se chama HAMBÚRGUER. E uma curiosidade é que até bem pouco tempo atrás eu detestava hambúrguer, até que chegaram os hambúrgueres gourmets, e eu descobri que, na verdade, hambúrguer não é ruim, apenas os super industrializados que não têm o menor gosto de carne.

porpino-burguer-blog-boas-dicas

Recentemente, chegou uma nova hamburgueria por aqui, Porpino Burger, que já veio causando e fez sua primeira impressão de “super VIP”. E tive a oportunidade de conhecê-la recentemente para contar para vocês.

Pegada alternativa

A primeira impressão que não dá pra não reparar é que o ambiente é todo “descoladinho”. Até diria que é voltado para um público mais jovem ou que gostam de coisas mais “cool”. Tenho até impressão de que é feito por um publicitário ou arquiteto, porque o local é muito bem ambientado e até a forma de servir é toda organizada, com uma comunicação visual super linda! Amei mesmo.

porpino-burger(img via @porpinoburger)

Eu sempre morei longe. Longe do trabalho, longe da faculdade e longe de todos os shoppings da cidade. Passados longos 20 anos desde que moro na Maraponga, eis que começou a chegar a “civilização” por aqui. Primeiro, vieram alguns fast foods mais comuns. Depois, foi a vez de um grande shopping. E, agora, chegou a vez dos cafés!

torteria-maria-maraponga-boas-dicas

Imagem a minha felicidade ao descobrir um café todo charmosinho no lado sul da cidade (desta vez, o sul de verdade). E o melhor: a poucas quadras da minha casa. Nem preciso dizer que passei a amar logo ao saber disso, não é?

Pontos Positivos

O ponto mais positivo da Torteria di Maria, do ponto de vista de quem mora pra esses lados, é TER um local. Mas é importante dizer que não é qualquer local. É um típico café que você encontraria por qualquer ponto da cidade: Meireles, Aldeota ou Dionísio Torres. É um lugar aconchegante, com dois ambientes: um com ar-condicionado e uma área externa, além de playground para as crianças.

« Posts RecentesPosts Antigos »