Dia de domingo é um dia que eu tiro para descansar e me desconectar. E, nesses dias, é maravilhoso ter um bom livro para ler e filmes e seriados para assistir. É aquele hábito confortável que faz você dar uma pausa na correria e viver o presente.

Nessas descobertas por novos títulos de livros e filmes, fui apresentada à Clubebox Brasil, uma caixa que chega mensalmente (por meio da assinatura) à sua casa com diversos itens relacionados à cinema – com direito a um livro, um dvd, uma camisa e alguns outros itens exclusivos.

Na edição de março da Clubebox, vieram os itens:

– Livro “Eu estou vivo e vocês estão mortos”, uma biografia do escritor Philip K. Dick. Muitos das suas obras viraram filme hoje em dia.

Nesta quarta-feira (14), ocorre a palestra espetáculo Hábitos Transformadores Para uma Melhor Versão de Mim, ministrada pela coach Haline Cordeiro em parceria com o grupo BCAD. O evento reúne técnicas de Inteligência Emocional com coreografias de dança feitas por Atenita Kaira. O evento pretende conseguir 300 cestas de alimentos para as famílias de crianças atendidas pela instituição.

bcad-coreografia-boas-dicas

A proposta é bem bacana, pois deixa de lado a convencional palestra – apenas com slides – para unir técnicas de dança e fazer uma reflexão muito mais envolvente. Além disso, aborda o assunto com uma simbologia única, ótimo para quem está em busca de novidades e até para quem pesquisa novas abordagens de apresentação.

Quem procura um programa mais cultural e diferente pela cidade, vai gostar de conhecer a programação dessa semana da Caixa Cultural de Fortaleza. A casa traz dois espetáculos de dança, protagonizados por uma das companhias de dança mais renomadas do Paraná: a Guaíra 2.

A peça Blow Elliot Benjamin acontece dos dias 18 a 21 de agosto, às 20h (quinta a sábado) e às 19h (domingo) na Caixa Cultural de Fortaleza. A apresentação é feita toda por bailarinos com uma idade média de 50 anos, mostrando que não há idade para arte e a dança. A coreografia, criada com colaboração dos bailarinos da Companhia, estreou em 2011 e tem cenografia e figurinos do premiado artista Gelson Amaral Gomes.

BlowElliotBenjaminfoto_Karin_van_der_Broocke2
(Imagem: Karin van der Broocke)

O Museu da Indústria foi uma ótima descoberta na cidade! Num lugal de poucas atrações culturais e muitos shoppings, sempre acho ótimo esse tipo de passeio. Afinal, por que a gente só vê museus quando vai pra outras cidades, não é mesmo?

Blog-Boas-Dicas-Museu-da-Industria-02

Uma atração que me encantou – e aqui sou suspeita pra falar – é que o Museu traz um pouco da história da comunicação, por meio das máquinas antigas de impressão, “máquinas de escrever” e uma Heidelberg original. Tudo vindo do século XIX.

Eu conheci a Bel Pesce acordando muito cedo pela manhã: logo antes das 7h, no caminho para o meu trabalho, todo dia eu escuto o “Caderninho da Bel“. Uma coluna rapidinha na qual ela dá dicas de empreendedorismo e também para a vida. Até então, ela era apenas mais uma colunista da CBN, como tantos outros que escuto pela manhã.

Até que, na semana passada, ganhei um presente lindo para iniciar as minhas férias: fui convidada para o lançamento do livro da Bel Pesce, “A Menina do Vale 2”. Isso motivou as minhas férias de uma forma maravilhosa!

Primeiro que eu não fazia ideia de “quão” a Bel Pesce é. Passou de uma colunista como outras na CBN a uma pessoa inspiradora, que tomei como exemplo de vida. A palestra, então, foi melhor ainda! O tema foi: “Como não realizar seus sonhos“, e é claro que o objetivo era exatamente o contrário. Mas não é que a gente, mesmo pensando “negativo”, parece se identificar com muitas coisas?