Comidinhas | quinta-feira, 3 de janeiro de 2019
Curso naVEGANdo: receitas veganas para um happy hour

Quem me acompanha no Instagram sabe que em dezembro de 2018 eu fiz um Workshop de iniciação à culinária vegana na Caixa Cultura de Fortaleza. O curso, chamado naVEGANdo, nos ensinou não só a fazer receitas veganas, como também nos conscientizou sobre a má distribuição dos alimentos em abundância, a falta de aproveitamento em sazonalidades e restos de comida, o sistema de compostagem e, ainda, sobre como podermos ter mais atitude em relação à alimentação com pequenas mudanças no nosso dia a dia. Contei sobre toda essa experiência neste post, que eu sugiro que você leia antes de pegar as receitinhas. E, aqui, compartilho algumas das receitas que aprendi por lá.

Molho Pesto Vegano
2 xícaras de chá de folhas de manjericão
1 dente de alho pequeno sem o miolo
1/2 xícara de chá de azeite extravirgem
1 colher de chá de sumo de limão
1/2 de xícara de chá de nozes ou castanha de caju
Sal a gosto e pimenta do reino a gosto

Preparo: lave os vegetais com água corrente e deixe-os de molho na água sanitária para higienizar. Seque em seguida. Depois, coloque todos os ingredientes no liquidificador e bata até ficar homogêneo. Sirva com massas, torradinhas ou petiscos.

Molho Tahine
250g de gergelim
Água para bater no liquidificador

Preparo: asse o gergelim numa frigideira, mexendo sempre (não precisa coloca óleo) por apenas 3 minutos. Espere esfriar. Coloque no processador e bata por 10 minutos até virar uma pasta. Adicione óleo vegetal para saborizar. Se for fazer no liquidificador, adicione um pouco de água e óleo vegetal para ajudar a bater.

Molho Guacamole
1 abacate
1 tomate maduro picado e sem sementes
1 colher de sopa de cebola picada ou ralada
1 dente de alho sem o miolo
1 maço de coentro
Suco de um limão
Sal e pimenta malagueta a gosto
Azeite para finalizar

Preparo: tire a polpa do abacate da casca com uma colher e amasse com o garfo até virar uma pastinha. Soque o alho até virar uma pasta e adicione ao abacate a cebola, o azeite, o suco do limão, o sal e a pimenta. Mistute até virar um purê. Por fim, adicione o tomate picado e o coentro (aqui, você pode adicionar pedaços da cebola, se preferir).
Sirva com nachos, chips de batata ou palitos de cenoura e pepino.

Kibe Vegano
1 e 1/2 xícara de chá de trigo para quibe
4 xícaras (de chá) de água
1 xícara (de chá) de proteína texturizada de soja
3 xícaras (de chá) de água
1 xícara (de chá) de semente de linhaça hidratada (você pode substituir por 1 batata cozida e amassada)
1 cebola ralada
5 dentes de alho socados
1 colher (de sopa) de gengibre fresco ralado
1 xícara (de chá) de cenoura ralada
1 colher (de sopa) de orégano desidratado
1 xícara (de chá) de hortelã fresco (ou 1 colher de sopa de hortelã desidratado)
1 colher (de sopa) de sal
2 colheres (de sopa) de suco de limão
Farinha de trigo para dar liga (cerca de 3/4 de xícara)
Azeite para untar

Preparo: hidrate o trigo para quibe com as 4 xícaras de água e deixe de molho por uma hora. Faça o mesmo com a soja e as 3 xícaras de água e deixe descansar até ficar macia.
Coloque o trigo para quibe em um pano limpo e esprema bem para sair toda a água. Reserve. Faça o mesmo com a proteína de soja, espremendo o máximo que conseguir de água e adicione o suco de meio limão.
Numa vasilha, misture ao trigo para quibe: a soja, o alho picado, a cebola ralada, a cenoura, o orégano, a hortelã, o sal, o gengibre, o limão e a linhaça hidratada. Misture. Adicione aos poucos a farinha de trigo e mexa até ficar homogêneo, sem pesar, apenas o suficiente para modelar com as mãos.
Unte uma assadeira com azeite e coloque os bolinhos modelados sem ficarem muito grandes para assar por completo. Cubra um mais azeite e deixe assar até dourar.
Esse kibe é perfeito para servir com molho de limão: basta adicionar suco de limão à água ou à água de coco.

Processed with VSCO with c1 preset

O workshop naVEGANdo é GRATUITO. Você pode participar se inscrevendo pelo e-mail, quando forem disponibilizados no site da Caixa Cultural de Fortaleza. Ficando atento aos prazos de inscrição, porque as vagas esgotam rapidinho. Mas recomendo tentar, porque o curso é maravilhoso! <3



Acompanhe o Boas Dicas também nas redes sociais: @blogboasdicas e fb.com/blogboasdicas!

---

Deixe seu comentário!




(*) campos obrigatórios.