Oi gente! Depois de umas semaninhas muito ocupada ~desculpem o sumiço, mas foi por um bom motivo~, voltei aqui com um post de beleza para vocês. Esses dias, visitei uma loja de maquiagem e testei um demaquilante bifásico que deixou minha pele bem sequinha. O que, pra mim, foi quase um milagre! Normalmente, esses demaquilantes bifásicos deixam minha pele muito oleosa e, por isso, não gosto muito. Aí pensei: por que não falar dos tipos de demaquilantes? Então, vamos lá!

Demaquilante Bifásico – a base de óleo

Esses demaquilantes são a base de óleos e são ideiais para remover a maquiagem dos olhos e produtos à prova d’água. Pra mim, que tem pele oleosa, prefiro apenas para os olhos mesmo. Uso o da Mary Kay, que é eficiente para remover o produto, porém deixa a pele MUITO melecada. Bom para quem tem a pele seca, mas corra longe se você tem pele oleosa.

Demaquilante Bifásico – a base de silicone

Segue o mesmo princípio do anterior, porém é feito de uma mistura de água e silicone. Também removem makes à prova d’água, mas não deixam a pele tao oleosa e, por isso, também dá pra usar no rosto se você tem a pele oleosa. Mas não é tão fácil de remover produtos mais pesados como o oleoso.

Esta é uma receita que vai perfumar toda a sua cozinha: pão caseiro, sem sova, com queijo e ervas finas. Muito fácil de fazer, prático e ótimo para receber os amigos ou a família com um pãozinho feito por você. Tem coisa mais carinhosa? Além disso, o sabor é uma delícia e a textura é bem fofinha. Vem ver como fazer essa delícia.

Ingredientes
2 xícaras e ½ (chá) de Farinha de Trigo
2 colheres (sopa) de Óleo
2 Ovos
300ml de Leite Integral
Suco de ½ limão
1 colher (sopa) de Fermento Químico
½ colher (chá) de Bicarbonato de Sódio
½ colher (chá) de Sal
150g de Queijo
2 colheres (sopa) de Ervas Picadas (usei orégano, alecrim e pimenta preta em pó)
2 Dentes de Alho (pequenos)

Já pensou em presentear alguém especial com algo feito por você mesmo? Tem uma receitinha que passou de mãe pra filha aqui – seguiu as gerações – que é o biscoitinho amanteigado, ou, como é mais conhecido, biscoito areia. A origem é portuguesa e só precisa de três ingredientes: farinha, açúcar e manteiga. Nem precisa de utensílios, basta usar as mãos para dar o ponto à massa e levar ao fogo. Rápido, prático e de-li-ci-o-so. Vem aprender a fazer!


Ingredientes
1 xícara de chá de açúcar refinado (160g)
3 xícaras de chá de farinha de trigo (330g)
1 tablete Manteiga sem sal (200g)
Manteiga sem sal para untar
Farinha de trigo para polvilhar
Açúcar refinado para passar os biscoitos
Canela em pó a gosto

Bolo chocafé é sinônimo de comfort food, ou, no bom português: comida que traz conforto. Nem doce demais e nem enjoento, esse bolo é na medida e tem um toque especial do nosso querido cafezinho. Quem é leitor do blog e acompanha a Trilha do Café vai se deliciar também com essa receita que mistura duas paixões: chocolate e café, numa textura fofinha que vai deixar sua cozinha com um cheiro irresistível. Chama aquela sua amiga pra bater um papo e prepara um café para acompanhar, que esse bolo merece uma boa conversa.

Ingredientes
1 e meia xícara de chá de Açúcar
2 xícaras de chá de Farinha de Trigo
1 xícara de chá de Chocolate em pó
½ xícara de chá de Leite
½ xícara de chá de café já dissolvido
3 Ovos
¼ xícara de chá de manteiga derretida
½ colher de sopa de Fermento Químico
½ colher de sopa de Bicarbonato de Sódio

Tem certas idades na vida que nos fazem refletir. E uma delas, posso dizer, que são os 30 anos. Temos uma sensação de: “quando foi mesmo o que o tempo passou?” e chega um momento de autoavaliação para repensar diversos aspectos, entre eles, a sua carreira.

Mudar de carreira não é uma decisão simples, principalmente depois que você já construiu o início da sua vida profissional: estudou muito, se especializou, fez cursos, apostou em novos conhecimentos, estagiou, trabalhou, trabalhou, trabalhou. Como deixar tudo isso para trás?

O consultor Tarcísio Holanda, graduado na SLAC – Sociedade Latino Americana de Coaching, explica que esses questionamentos revelam outros sentimentos. “Essa ideia de que é muito tarde para trocar de profissão está relacionado com vários aspectos. Acredito que os principais são: enxergar a mudança como fracasso e não estar disposto aos esforços e planejamento necessários para realizar uma transformação em qualquer área da sua vida”, explica.

Motivação

“Todos nós sabemos quando há algo que não se encaixa com nosso propósito de vida. Você pode não saber exatamente qual é esse propósito, até porque essa não é uma resposta fácil, mas essa sensação de estar em um lugar ao qual não pertence é algo fácil de identificar.” *

O primeiro sinal de que tem algo diferente é saber de onde vem a sua motivação. O que te faz querer mudar de carreira? Será que é o local de trabalho ou é por que você sempre sonhou empreender? É a busca por um salário maior ou exercer aquela atividade não te faz feliz? Esses são questionamentos que devem ser levados em consideração ao olhar pra dentro de si e tentar encontrar a razão principal pela qual você deseja buscar novos rumos.

« Posts RecentesPosts Antigos »