Leitura | sexta-feira, 15 de janeiro de 2016
Resenha: O nome do Vento, de Patrick Hothfuss

Pra você que curte fantasia e fica perdido com tantos livros do gênero disponíveis no mercado, aqui vai uma recomendação:

O-Nome-do-Vento-Blog-Boas-Dicas(imagem: via)

“Ninguém sabe ao certo quem é o herói ou o vilão desse fascinante universo criado por Patrick Rothfuss. Na realidade, essas duas figuras se concentram em Kote, um homem enigmático que se esconde sob a identidade de proprietário da hospedaria Marco do Percurso.

Da infância numa trupe de artistas itinerantes, passando pelos anos vividos numa cidade hostil e pelo esforço para ingressar na escola de magia, O Nome do Vento acompanha a trajetória de Kote e as duas forças que movem sua vida: o desejo de aprender o mistério por trás da arte de nomear as coisas e a necessidade de reunir informações sobre o Chandriano – os lendários demônios que assassinaram sua família no passado.”


Se você não se interessou só com essa sinopse, então cola na minha que eu vou te dar motivos para investir o seu tempo nessas férias em O Nome do Vento.

O-Nome-do-Vento-Blog-Boas-Dicas-A-Carta-Violeta(imagem: via)

Todo mundo gosta de viajar, certo? Mas nem sempre dá certo, e a gente acaba mesmo é dentro de casa entre um seriado e outro. Então, nada mais justo que desligar um pouco a TV (todo mundo de olho na conta!) e viajar em O Nome do Vento para Tarbean, A Universidade, Imre e pelas terras da República.

Quando você estiver bem familiarizado com o ambiente e seus personagens, o autor vai te encher de feelings. Achou tudo muito clichê? Sinto muito, mas terão duzentos outros clichês sobre esse livro, porque todos se aplicam a ele. Então vamos lá: gosta de romance? De humor? De um personagem principal forte (e não estou falando aqui de força física), corajoso, humano e que faz alguma besteira de vez em quando? Então, você está mirando seu tempo livre no livro certo.

Eu juro que gostaria de falar mais desse livro, mas falar de O Nome do Vento é muito complicado, justamente porque ele é um desses livros que quanto menos você souber sobre o enredo melhor é a experiência que você vai ter. Foi o que aconteceu comigo, então estou contando que você, caro leitor, confie na palavra de alguém que foi mais do que positivamente surpreendida pela trama e mais ainda pela escrita fluída e maravilhosa do Patrick Rothfuss.

 O-Nome-do-Vento-Blog-Boas-Dicas-Journal-de-Sorrisos-02(imagem: via)

Ah, mas Leilane, o livro tem 656 páginas!” Já ouviu falar que tamanho não é documento? Eu posso te garantir que com todos esses prós, o tamanho do livro não será um contra, e sabe por quê? Porque você vai querer devorar ele todinho de uma vez só.

Ah e tem mais uma coisa! O Nome do Vento é apenas a primeira parte das aventuras do Kote. A história será contadad (reza a lenda) em três volumes. O segundo livro da série, O Temor do Sábio, já foi lançado no Brasil assim como um livrinho que conta a história da Auri (uma das personagens mais queridas) com o nome de A Música do Silêncio. Bem e o terceiro livro quando vai ser lançado? Nem o próprio Patrick Rothfuss sabe, que dirá eu.

Até a próxima!



Acompanhe o Boas Dicas também nas redes sociais: @blogboasdicas e fb.com/blogboasdicas!

---

Deixe seu comentário!




(*) campos obrigatórios.