Glennon Doyle encoraja mulheres a não silenciarem em Indomável

Glennon Doyle encoraja mulheres a não silenciarem em Indomável

No post de hoje, vamos falar de um livro – e que saudade de falar de livros! Indomável (Glennon Doyle), como o título sugere, é um conjunto de crônicas e artigos opinativos a respeito de várias questões que cercam o universo feminino, desde como somos ensinadas as nos comportar e nos contermos desde a infância até como precisamos ter essa consciência ao criarmos nossas filhas (e filhos) – que, porventura, tivermos.

Segundo a resenha da Amazon:

Glennon estava por fim a ouvir a sua própria voz: a voz que fora silenciada por décadas de condicionamento cultural, vícios entorpecentes e lealdades institucionais. Jurou não voltar a abandonar-se e decidiu construir uma vida própria, baseada nos seus desejos, intuições e imaginação. Glennon iria reivindicar a sua autêntica e indomada individualidade.”

Um livro sobre novas formas de aprender

Do meu ponto de vista, Indomável é dividido em três partes principais: a primeira, na qual ela conta sua experiência com o distúrbio alimentar e o vício (adquiridos por questões emocionais vindas do estilo de criação/sociedade); a segunda, na qual ela aborda traços de parentalidade e como essas influências podem moldar os filhos de maneira positiva ou negativa, influenciado-os posteriormente na sociedade como um todo e, finalmente, a terceira, na qual ela fala sobre filantropia e amarras sociais relacionadas a poder e interesses econômicos, em geral, ligados ao poderio masculino (o chamado patriarcado).

Picture: Healers

É preciso dizer que Indomável toca em várias feridas sociais. Ou seja, nem todo mundo está pronto para digeri-lo facilmente. E é exatamente por isso que eu acho um livro fundamental para mulheres e para mães. Isso mesmo, mães. Quem mais na sociedade tem um papel tão diverso, sobrecarregado e influenciado do que as mães? Separar o ser “mulher” do ser “mãe” parece bem impossível, mas achei as pontuações da Glennon muito pertinentes.

A questão da orientação sexual para mim não causou grande impacto, apesar de ser um marco fundamental na história. Mas também pode ser um ponto polêmico para quem ainda não assimilou essa perspectiva. Por isso, não se assuste ao ver resenhas negativas na amazon, o livro realmente se propõe a educar sobre pontos de vista mais tradicionais.

Nós somos capazes de fazer coisas difíceis

Indomável é um livro bem fácil de ler, com uma linguagem de fácil compreensão e em capítulos curtos, o que facilita manter a constância na leitura. Mas o conteúdo, por sua vez, não é simplista. E pode ser confundido sob o rótulo de “autoajuda”.

De fato, é um livro que pode ajudar muita gente a refletir sobre o papel social que a gente desempenha. E, mais ainda, como a gente é facilmente influenciável, porque são muitas repetições que vemos desde o momento que nascemos. Meninas precisam ser recatadas e do lar. Meninas gostam de rosa. Meninas são princesas que precisam ter a vida perfeita. Meninas são delicadas. Meninas se cuidam, porque precisam ser lindas. Meninas precisam saber seduzir e manter seu homem sempre interessado. Meninas se tornam mães, não exatamente mulheres. Mães vivem para seus filhos e possuem um amor incondicional por eles que está acima de tudo, inclusive delas mesmas. 

Será?

Essa é a chave do livro. Sair de todas essas amarras pode ser uma tarefa muito mais difícil do que parece, porque elas estão no nosso inconsciente de forma muito marcada. Assim como é difícil se livrar de um vício (ou comportamento) porque ele se torna um hábito muito enraizado, existem muitos comportamentos aprendidos desde a infância que seguimos sem perceber. E o que a autora diz é que precisamos sentir, nos sentir e aprender a nos tornar. E, se possível, ensinar as próximas gerações sobre ser humano – e não um gênero.

Doyle também fala bastante sobre o papel da filantropia e como podemos ajudar outras pessoas que precisam escapar de outras questões, também ligadas ao sistema social, por meio da ação e união. É outro ponto extremamente relevante a se pensar.

Compre Indomável pelo meu link e me ajude com uma pequena comissão

Se você gostou da temática e sentiu uma pontinha de interesse, apenas comece! É um livro necessário e que vai nos ajudar, de fato, a pensar diferente e acreditar que somos sim capazes de fazer coisas difíceis, mesmo quando elas são questões sociais.

Você já leu? Deixa seu comentário e me conta o que achou! Aproveita e me segue no instagram: @blogboasdicas para ver outras resenhas e reflexões por lá. Beijos e até o próximo post.

Avatar
Jornalista por formação e publicitária por profissão. Gosto de músicas, coisas asiáticas, gastronomia, beleza e comportamento. Passo as horas de folga atualizando as inscrições do youtube ou cozinhando guloseimas.
Post criado 301

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo