Dicas para um dia do consumidor mais sustentável

Hoje é o dia do consumidor e, como todos sabem, um dia também repleto de promoções e ofertas “tudo pela metade do dobro”, ou seja, uma boa oportunidade para economizar se for necessário, mas também de escorregar numa bela casca de banana e acabar gastando em itens que você não precisava. Por isso, separei algumas dicas não para te incentivar a não comprar – mas sim comprar de forma mais inteligente.

Primeiro, é preciso lembrar que estamos num cenário cheio de incertezas econômicas: uma guerra que ocorre no outro lado do mundo, mas que tem o potencial de aumentar muitos preços – como a gasolina, que chegou a mais de R$8,00. Por isso, vamos ficar atentas.

Fazer a listinha da feira antes de comprar

É essencial até mesmo quando a gente vai ao supermercado. Por que? Porque evita que a gente saia sem rumo e gaste por impulso. Ou ainda que esqueça itens realmente importantes, levando outros desnecessários. Aqui no blog tem uma lista pronta, que divulguei na Black Friday passada, que vai te ajudar a planejar melhor este momento.

Usar sites de comparativos de preço

Zoom e buscapé são alguns exemplos de sites especializados em comparar preços de lojas. Uma vez que as grandes varejistas também estão online, vale olhar a função que acompanha a média de preço ao longo dos dias e ver a quantas andava o preço há alguns dias atrás. Assim, você não compra gato por lebre.

Ver preço online, antes de comprar na loja física

Quando estava montando minha casa, esse item salvou boa parte do meu orçamento. Isso porque se consegue preços muito mais baixos – nas mesmas lojas até – quando a compra é online. Mas, não desmerecendo totalmente a compra física. O atendimento, o poder levar na hora, a urgência pelo produto, a experiência real e até preços similares são alguns dos fatores que influenciam nessa decisão.

Ver preço de brechó, antes de comprar novo – especialmente itens caros

Eu sou rata de usados – porque eu já consegui muitas coisas incríveis de segunda mão, pagando metade ou menos do valor. Se você vai comprar um item caro, roupas ou afins, vale MUITO a pena buscar em sites de usados, brechós físicos ou lojas de fábrica. Essa é mesmo a melhor dica desse texto!

Por fim, alguns lembretes que você já sabe, mas não custa reforçar:

Só compre o que precisa e/ou vai usar. Não gaste além do que ganha. Itens de moda são (super) passageiros, foque no seu estilo. Cartões de créditos possuem juros rotativos de quase 13% ao mês. Seu salário não aumenta na mesma proporção da inflação. A gasolina está custando R$8. Você, infelizmente, não é filha(o) da Rihanna,

E, se você se planejou direitinho, tá com grana sobrando e quer gastar suas moedinhas: vai lá e seja feliz! Boas compras! ?

Jornalista por formação e publicitária por profissão. Gosto de músicas, coisas asiáticas, gastronomia, beleza e comportamento. Passo as horas de folga atualizando as inscrições do youtube ou cozinhando guloseimas.
Post criado 324

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo